04 de março

GDF - Administrações Regionais
8/12/20 às 12h09 - Atualizado em 8/12/20 às 12h09

Administração se reúne com proprietários de negócios no Varjão para debater setor de desenvolvimento

COMPARTILHAR

Na tarde desta segunda-feira (7), a Administração Regional do Varjão se reuniu com os proprietários de oficinas, serralherias e outros negócios da cidade, também conhecidos como oficineiros das quadras 02 e  03. O objetivo foi sanar as dúvidas sobre o processo de legalização e organização do setor de desenvolvimento aonde os oficineiros irão colocar para funcionar seus negócios, desobstruindo a área que hoje ocupam.

 Além disso, foi debatido que no local para onde iram o projeto terá um amplo estacionamento e quiosques para o bem-estar dos clientes. A ideia é gerar emprego e renda influenciando positivamente as vidas de todos os moradores do Varjão.

O administrador Lucio Rogério enfatizou que na semana passada vários secretários do Governo do DF estiveram na cidade e analisaram a situação dos proprietários destes espaços/oficinas do Varjão. “Eu apresentei a eles o problema e propus uma solução. Então por parte do GDF já houve um sinal positivo, outro bom sinal foi a reunião que tive nesta semana com o Presidente do IBRAN, Cláudio Trinchão, que informou acreditar que em fevereiro próximo, o processo de troca dos terrenos entre a Administração e o IBRAM trará bons resultados. Só para exemplificar esse projeto de troca é uma ideia de gestões anteriores.  Vamos agarrar esta oportunidade e coloca-la para funcionar”, explicou.

 

Uma lista de cerca mais de 40 pessoas que possuem "oficinas" no Varjão foi elaborada pela Administração através de visitas "in loco" em cada espaço. O documento servirá para iniciar o processo e comprovar que os comerciantes já funcionam há anos no local. Este é um processo que chegará até aos órgãos competentes para garantir um espaço no setor de desenvolvimento, que tem expectativa  de ficar pronto em meados do ano que vem. Todos os oficineiros terão direito a compra social direta do terreno e poderão dividir as mensalidades em muitas vezes.

Texto e foto: Geysa Albuquerque

ASCOM- VARJÃO

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros