03 de março

GDF - Administrações Regionais
28/02/20 às 17h24 - Atualizado em 28/02/20 às 17h25

Dengue: ações buscam reduzir o número de casos no Varjão, em 2020

COMPARTILHAR

 

 

 

 

O Varjão está em pleno mutirão no combate à dengue.  De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica, 92 % dos focos do mosquito estão dentro de casa e normalmente, em março, há aumento da proliferação do mosquito, devido às chuvas. O GDF está realizando uma série de ações paralelamente, mas as regiões administrativas estão intensificando as atividades relacionadas ao combate do mosquito com o apoio de diversos órgãos.

 

 

 

 

Paradas de ônibus, sucatas e casas abandonadas são alguns dos focos das operações que administrações regionais promovem em conjunto com as pastas de Saúde, Segurança Pública, de Governo e das Cidades, além de órgãos como DF Legal, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Vigilância Ambiental, Corpo de Bombeiros (CBMDF), Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF).

 

 

 

 

“Todos estamos envolvidos e devemos nos ajudar. A dengue mata, e só venceremos o Aedes aegypti com ações de prevenção. Esse deve ser um esforço do governo, junto com sociedade civil. No Varjão estamos promovendo diversas ações, desde janeiro”, disse Nair Queiroz, administradora Regional do Varjão.  “No ano passado tivemos na nossa região, 662 casos de dengue, ou seja, 6,62% dos moradores. É muito se levarmos em consideração o tamanho da nossa cidade. Esse ano não vamos ter esse percentual. Temos que diminuir os casos, por isso, estamos em alerta”, completou ela.  

 

 

 

 

Entre as ações que já estão sendo realizadas no Varjão estão, mapeamento das paradas de ônibus que podem estar acumulando água, e também dos terrenos e casas abandonadas, remoção de pneus, limpeza nas calhas, limpeza dos bueiros, além de campanhas de conscientização.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros