23 de setembro

GDF - Administrações Regionais
23/07/19 às 15h22 - Atualizado em 23/07/19 às 15h25

Um sonho que se realiza no Varjão

Matéria: Agência Brasília 

Acesse a matéria aqui: https://bit.ly/2y4u7h4

Fotos: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

 

 

 

 

 

 

 

Depois de mais de dez anos de reivindicações da comunidade do Varjão, o Programa GDF Presente executa uma das mais importantes obras já realizadas na região administrativa. Uma nova rua será aberta, entre a Quadra 2 e a Quadra 4, para fortalecer o modelo de desenvolvimento local. A mudança será fundamental para desafogar o trânsito, pois os locais têm, atualmente, apenas uma rua de acesso (entrada e saída) da cidade. Quem vive por lá demonstra satisfação com a agilidade dos trabalhos.

“Essa obra é um marco para nós, pois era a principal demanda da comunidade há muitos anos” explica a Administradora de Varjão, Nair Queiroz. “Nós fizemos o cronograma e entregamos em março para o governador, nesse mesmo dia ele garantiu que íamos tirar o sonho do papel. A parte do governo foi feita e a obra começou. Eu já trabalhei em outros governos e estou vendo uma grande e positiva diferença de agilidade e boa gestão. Nós estamos pedindo e sendo atendidos”, comemora a administradora.

 

 

 

 

 

 

As obras começaram em 8 de julho e têm término previsto em até 90 dias. O trabalho realizado pelo Governo do Distrito Federal, por meio da Novacap, tem custo estimado em R$ 202 mil reais para os serviços de drenagem e pavimentação. Desse total, R$ 170 mil são referentes a obras de pavimentação e R$ 32 mil de drenagem. Os gastos incluem reparos em meio-fios e calçadas.

Promessa cumprida

“Há muito tempo nós esperávamos por isso. Eu sou morador de Varjão desde o meu nascimento, e sempre ouvi a promessa de que um dia teríamos essa saída, mas nunca acontecia”, conta o morador Delcion Almeida Ferreira Nunes, 33 anos.

“Estamos acompanhando as obras desde a semana retrasada com os olhos brilhando, pois só a gente sabe da necessidade que tínhamos”, celebra.

Também morador do Varjão, Salvador Sena, 68 anos, também está de olho na tão esperada novidade. “A nossa cidade cresceu, o fluxo de carros aumentou. Então, esse novo acesso é primordial para o nosso direito de ir e vir”, frisa.

“Eu moro aqui ao lado e estou fiscalizando tudo, atento a todos os detalhes, porque a obra não pode parar”, acrescenta Salvador.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros